A+ | A- | Aa
twitter facebook delicious stumble upom youtube rss

Pesquisar

Tags

1ª Guerra Mundial 2ª Guerra Mundial Antiguidade Oriental Arqueologia aulas Brasil Império Brasil República Educação Entre-Guerras Era Vargas Escravidão Filmografia Filosofia Fontes Históricas Google + Grécia Antiga Guerra Fria História do Brasil Hitler Hoje na História Idade Antiga Idade Contemporânea Idade Media Imigração Internet links Mesopotâmia Mundo Atual Museus Nazismo Nova República Paulo Freire Pre-Historia Redes Sociais Reforma Religiosa Regime Militar República Velha Revolução Francesa Roma Antiga Século XX Tecnologia Tecnologia Sustentável Tecnologias Educacionais trailer Trailers vestibulares

Idade Contemporânea: Séculos XVIII e XIX

Revolução Francesa, Era Napoleônica, etc.

Revolução Francesa

 

01) (PUC – PR) Analise as afirmações sobre as causas da Revolução Francesa:

I - A crise econômica francesa do período da revolução representou, do ponto de vista estrutural, o colapso do feudalismo, subvertido pelo crescimento demo-gráfico e pelo desenvolvimento das forças de produção capitalista.
II - A crise econômica, do ponto de vista conjuntural, foi marcada por uma série de problemas, tais como: problemas climáticos, que afetaram a agricultura; Tratado de Eden Rayneval entre França e Inglaterra, que afetou a indústria e o excesso de gastos, que afetou a saúde financeira do Estado.
III - A crise também foi social, com a ascensão da burguesia, que passou a ter os mesmos privilégios que a nobreza e o clero, como a isenção de impostos.
IV - A crise política constituída pela adoção do absolutismo, cuja ideologia era baseada nas idéias iluministas
V - A Revolução Francesa representou a crise final do Antigo Regime, cujas estruturas foram abolidas e substituídas por outras apropriadas ao novo Estado Burguês.

Está correta ou estão corretas:

a) apenas II.
b apenas III e V.
c) apenas II e IV.
d) apenas I, III e IV.
e) apenas I, II e V.

 

02) (UFRS) A Revolução Francesa de 1789 apresentou distintas fases com resultados diferentes. De qualquer forma, ela foi responsável pela eliminação do Antigo Regime e pela transformação da sociedade francesa e européia da época. Assinale entre as alternativas abaixo, relativas aos resultados obtidos no campo, a que estiver incorreta:
a) Abolição da monarquia e criação de um amplo setor de pequenos proprietários rurais.
b) Eliminação da condição de servidão que se mantinha entre parte da população camponesa.
c) Abolição dos deveres e tributos discriminatórios feudais e reais que recaíam sobre as diferentes regiões e o campo.
d) Expropriação e venda das terras da monarquia, da Igreja e da aristocracia contra-revolucionária aos burgueses e aos camponeses.
e) Transformação dos senhorios feudais em empresas agrícolas pela libertação do ônus do serviço militar e expulsão dos camponeses servis.

 

03) (UFMS) A Revolução Francesa, segundo o historiador Holland Rose, foi “a série de acontecimentos mais terrível e momentosa em toda a história (…) … o ponto de partida real para a história do século XIX; pois esse grande levante afetou profundamente a vida política e, mais ainda, a vida social do continente europeu”.
(HOBSBAWM, Eric. Ecos da Marselhesa. São Paulo: Companhia das Letras, 1996, p. 20.)

Assinale a(s) alternativa(s) que evidencia(m) as tensões e impasses da Revolução Francesa.

(01) O drama da Revolução Francesa, para os chamados liberais moderados, pode ser resumido nos seguintes termos: sem a multidão não haveria a nova ordem (o apoio do povo era essencial contra a aristocracia, o antigo regime e a contra-revolução); com ela, viria o risco da revolução social, o que pareceu tornar-se realidade por um breve período em 1793-1794, o da República Jacobina.
(02) A Revolução Francesa provocou profundas mudanças em seu país, mas foi um episódio de alcance apenas regional, pois nos demais países e continentes apenas conseguiu difundir vagas idéias sobre igualdade e fraternidade.
(04) Tanto os girondinos como os jacobinos queriam radicalizar a Revolução, questionavam a existência da propriedade privada e, inspirados em Rosseau, desejavam implantar uma democracia popular.
(08) O golpe de Estado de 18 de Brumário, encabeçado por Napoleão, foi apoiado pela burguesia conservadora. Para essa burguesia a questão era apoiar o golpe ou deixar que a Revolução continuasse.
(16) Houve vários momentos dentro da Revolução Francesa. Destes, duas vertentes distintas podem ser identificadas: uma em 1789 e outra em 1793. A primeira inspirou-se na autoridade, na hierarquia das classes e na liberdade perante a lei. A segunda aprofunda a Revolução e volta-se mais para a igualdade.

Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas:

 

04) (UFES) “A Revolução Francesa dominou a história, a própria linguagem e o simbolismo da política ocidental, desde sua irrupção até o período que se seguiu à Primeira Grande Guerra Mundial.”
Do texto acima, de Eric Hobsbawm, pode-se inferir ter sido a Revolução Francesa um dos processos mais importantes do século XVIII. Entre os acontecimentos que a marcaram, destaca-se o golpe de 18 Brumário de 1799, pelo qual:

a) a burguesia girondina reassumiu o poder, retomando o controle da Revolução.
b) Napoleão Bonaparte assumiu o poder, na condição de Primeiro Cônsul.
c) se instalou a Ditadura Montanhesa, sob a liderança de Robespierre.
d) se instalou o Regime do Terror, com a aprovação da Lei dos Suspeitos.
e) foi proclamada a República, após a vitória salvadora de Valmy.

 

05) .(U. Federal de São Carlos-SP) A queda na produção de cereais, às vésperas da Revolução Francesa de 1789, desencadeou uma crise econômica e social, que se manifestou
a) na alta dos preços dos gêneros alimentícios, na redução do mercado consumidor de manufaturados e no aumento do desemprego.
b) no aumento da exploração francesa sobre o seu império colonial, na reação da elite colonial e no início do movimento de independência.
c) no abrandamento da exploração senhorial sobre os servos, na divisão das terras dos nobres emigrados e na suspensão dos direitos constitucionais.
d) na decretação, pelo rei absolutista, da lei do preço máximo dos cereais, na expansão territorial francesa e nas guerras entre países europeus.
e) na intensificação do comércio exterior francês e no aumento da exportação de tecidos para a Inglaterra, que foi compensada pela compra de vinhos ingleses.

 

06) (UFPB) A Revolução Francesa (1789-1799) marca o início da chamada Idade Contemporânea. Suas realizações constituem-se nos fundamentos de nossa sociedade atual. Sobre esse evento tão importante, é correto afirmar:

a) O Diretório foi a fase mais curta da Revolução, sendo o responsável pela promulgação da constituição e pelo decreto do ensino público e gratuito como direito do cidadão e dever do Estado.
b) A República Jacobina foi a fase mais curta da Revolução, sendo a responsável pela
formação do exército revolucionário que venceu a guerra contra as potências absolutistas e os contra-revolucionários franceses.
c) A República Girondina foi a fase mais longa da Revolução, sendo a responsável pela paz estabelecida com a contra-revolução de dentro e de fora da França.
d) O Império Napoleônico foi a fase mais longa da Revolução, proclamado pelo plebiscito que derrubou a república em favor do general comandante do exército revolucionário francês.
e) A Convenção foi a primeira fase da Revolução, sendo a mais longa de todas e a responsável pela manutenção do Rei, formando uma monarquia constitucional que só veio a cair com o Golpe do 18 Brumário.

 

07). (UnB-DF) A Revolução Francesa é um marco da contemporaneidade. Ela fez parte de um conjunto de revoluções, de caráter burguês, que marcaram a transição dos Tempos Modernos para a Era Contemporânea. A respeito da inserção da Revolução Francesa no conjunto de transformações que conduziram o mundo aos tempos contemporâneos, julgue os itens seguintes, colocando (C) para as certas e (E) para as erradas.
( ) O ano de 1789, início do processo revolucionário francês não é um marco consensualmente aceito por todas as historiografias como o início da Era Contemporânea.
( ) O ciclo das revoluções atlânticas permite associar a libertação das treze colônias britânicas na América do Norte às duas grandes revoluções européias do século XVIII:
a industrial iniciada pelos ingleses, e a política conduzida pelo fervor apaixonante dos revolucionários franceses.
( ) O mesmo caráter burguês com que as revoluções atlânticas foram conduzidas pode
ser encontrado na capacidade econômica empreendedora e na coragem política das elites criollas latino-americanas, ávidas para transformar o quadro social e colonial.
( ) Latino-americanos participaram das correntes do liberalismo internacionalista do século XIX e vários do então conhecidos princípios franceses moveram rebeliões e movimentos políticos na América Latina.

 

08)  (Mackenzie-SP) A burguesia tinha como projeto político a defesa da propriedade privada e os camponeses defendiam a propriedade coletiva. Ambas as classes combatiam a ordem monárquica absolutista, que lutou pelos interesses da aristocracia que a sustentava. O principal ideólogo do pensamento burguês da época foi John Locke que afirmava: A preservação da propriedade é o grande e principal objetivo da união dos homens em comunidade, colocados sob governo. Assinale a alternativa que corresponde a essa etapa do processo de consolidação da burguesia.
a) Revolução Francesa
b) Revolução Inglesa
c) Revolução Russa
d) Revolução Americana
e) Revolução Alemã

 

09) (U. E. Ponta Grossa-PR) Sobre a Revolução Francesa, assinale o que for correto.
(01) Um novo contexto cultural preparou e acompanhou a Revolução Francesa; a contestação à ordem e à tradição do Antigo Regime, os ataques ao absolutismo monárquico e a descristianização dos costumes refletiram as mudanças na mentalidade francesa.
(02) A França pré-revolucionária atravessou uma profunda crise social, expressa no antagonismo entre uma organização tradicional — alicerçada na hierarquia, na desigualdade, nos privilégios dos grupos — e as novas aspirações das classes em ascensão. E esse antagonismo se acentuou à medida que a riqueza passava das mãos da nobreza para as da burguesia.
(04) O Terceiro Estado era um grupo social heterogêneo, constituído tanto por uma burguesia de proprietários de terras e manufaturas, negociantes, magistrados e outros profissionais como por artífices, pequenos comerciantes, camponeses e outros trabalhadores.
(08) A Declaração dos Direitos do Homem preconizava a igualdade plena, isto é, a extinção de critérios de discriminação. Assim, em todo território francês se extinguia a servidão e a escravidão.
(16) A transformação dos Estados Gerais em Assembléia Nacional significou a mudança do poder real, de absolutista para constitucional, e foi o primeiro ato revolucionário na França.

Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas.

 

10) (PUC-SP) As Revoluções Inglesas do século XVII e a Revolução Francesa são, muitas vezes, comparadas. Sobre tal comparação, pode-se dizer que
a) é pertinente, pois são exemplos de processos que resultaram em derrota do absolutismo monárquico; no entanto, há muitas diferenças entre elas, como a importante presença de questões religiosas no caso inglês e o expansionismo militar francês após o fim da revolução.
b) é equivocada, pois, na Inglaterra, houve vitória do projeto republicano e, na França, da proposta monárquica; no entanto foram ambas iniciadas pela ação militar das tropas napoleônicas que invadiram a Inglaterra, rompendo o tradicional domínio britânico dos mares.
c) é pertinente, pois são exemplos de revolução social proletária de inspiração marxista; no entanto os projetos populares radicais foram derrotados na Inglaterra (os “niveladores”, por exemplo) e vitoriosos na França (os “sans-culottes”).
d) é equivocada, pois, na Inglaterra, as revoluções tiveram caráter exclusivamente religioso, e, na França, representaram a vitória definitiva da proposta republicana anticlerical; no entanto ambas foram movimentos antiabsolutistas.
e) é pertinente, pois são exemplos de revoluções burguesas; no entanto, na Inglaterra, as lutas foram realizadas e controladas exclusivamente pela burguesia, e, na França, contaram com grande participação de camponeses e de operários.

 

11)  (Unifor-CE) A Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, de 26 de agosto de 1789, proclama, ao mesmo tempo, a igualdade entre os homens e a preservação do direito de propriedade, cuja distribuição entre os homens é habitualmente muito desigual. No contexto das idéias liberais da época em que o documento foi redigido, é correto afirmar que:
a) o caráter contraditório do documento se deve a que a Assembléia Nacional Constituinte quis contentar a todas as facções.
b) não é contraditório que ele proclame, ao mesmo tempo, a igualdade e o direito de propriedade, já que se pretendia estender o acesso à propriedade a todos os franceses.
c) é contraditória a proclamação simultânea da igualdade e do direito de propriedade, já que, se a distribuição da propriedade for igualitária, torna-se impossível a liberdade.
d) é contraditória, a proclamação simultânea da igualdade e do direito de propriedade, já que o voto censitário fazia com que só os ricos influíssem politicamente.
e) não é contraditório que ele proclame, ao mesmo tempo, a igualdade e o direito de propriedade, já que a liberdade a que se refere é exclusivamente civil, legal e institucional.

 

12) (UFSE) “(...) Como a Revolução Francesa não teve apenas por objetivo mudar um governo antigo, mas abolir a forma antiga da sociedade, ela teve de ver-se a braços a um só tempo com os poderes estabelecidos, arruinar todas as influências reconhecidas, apagar as tradições, renovar os costumes e os usos e, de alguma maneira, esvaziar o espírito humano de todas as idéias sobre os quais se tinham fundado até então o respeito e a obediência. (...)”
TOCQUEVILLE, A. O Antigo Regime e a Revolução. Brasília, UnB, 1989. Apud: MOTA, Myriam B. e BRAICK Patrícia R. – Trad. História das cavernas ao Terceiro Milênio)

A forma antiga de sociedade a que o texto se refere é a:
a) hierarquia social que concedia honras e privilégios em função do nascimento e dividia
de maneira discriminatória a população segundo ordens ou estados.
b) organização social baseada nos vínculos de homem a homem, no qual a classe de senhores
especializados dominava uma massa campesina que explorava a terra.
c) estrutura social organizada em dois estames: os proprietários de terras e os escravos e
que excluía a maioria da população da participação política.
d) hierarquia social centrada nos laços de sangue que assegurava proteção e direitos políticos à aristocracia, aos comerciantes e aos artesãos.
e) organização social que considerava homens livres apenas os grandes proprietários rurais e o possuidor de grande riqueza monetária.

 

13) (ACAFE) Várias foram as consequências da Revolução Francesa (1789). Assinale a alternativa CORRETA:
a) Propagação do ideal de liberdade, igualdade e fraternidade, influenciando os movimentos liberais no século XIX na Europa e na América.
b) Intensificação da escravidão nas colônias portuguesas, espanholas e inglesas.
c) Declínio da burguesia do poder político e, paralelamente, a ascensão da nobreza feudal.
d) Surgimento das Corporações de Ofício e da servidão camponesa.
e) Fortalecimento do absolutismo, tendo por base as idéias filosóficas de Voltaire, Montesquieu e Maquiavel.

 

14) (PUC – PR) A Constituição Civil do Clero, promulgada em 1790 pela revolução francesa, estabelecia:
a) obrigatoriedade do serviço militar ao clero;
b) obrigatoriedade do pagamento dos impostos;
c) obediência à Constituição e não ao Papa;
d) o abandono de seus cargos;
e) n.d.a.

 

15) (CESCEA – SP) A “Reação Termidoriana” identificada como uma reação da alta burguesia durante a Revolução Francesa, se fez contra:
a) a convenção que resolveu suspender a Constituição de 1793;

b) o regime monárquico após a fuga de Luís XVI;
c) a implantação do Diretório;
d) a ditadura de Robespierre;
e) n.d.a.

 

16) (UDESC) Durante a Revolução Francesa, a “Declaração dos Direitos do Homem” foi promulgada na época da:
a) Convenção;
b) Assembléia Constituinte;
c) do Diretório;
d) dos Estados Gerais;
e) Bastilha.

 

17) (CESUP-UNAES-Seat-MS) A Revolução Francesa está relacionada com muitos fatos que marcaram sua origem, seu desenvolvimento e sua influência no mundo de hoje. Desses fatos, alguns estão expressos nas seguintes afirmações abaixo, EXCETO que:
a) o Estado democrático, que o mundo de hoje conhece, tem, sob muitos aspectos, suas raízes no ideário da Revolução Francesa do século XVIII;
b) o rei queria continuar sendo o chefe supremo e incontestável do Estado absolutista;
c) a burguesia não tinha nenhum interesse em assumir, também, o poder político do Estado, em substituição ao rei absolutista;
a nobreza perdeu seu brilho palaciano;
d) a França foi, na Europa, o primeiro estado a aplicar muitos dos princípios iluministas, por força de sua revolução iniciada no século XVIII.
e) nenhuma das anteriores

19) (CEFET – PR) O “Grande Terror”, que marcou a Revolução Francesa, teve como figura atuante e de destaque:
a) Luís XVI.
b) Maria Antonieta.
c) Luís XV.
d) Robespierre.
e) Napoleão Bonaparte.

 

20) (CESCEA – SP) A transformação dos Estados Gerais em Assembléia Nacional, dando início, deste modo, à Revolução Francesa, foi motivada pela questão:
a) da convocação dos nobres e do clero;
b) da abolição dos privilégios da nobreza;
c) da aprovação do aumento dos impostos;
d) do critério da votação;
e) nenhuma das anteriores.

 

GABARITO:

01) E
02) E
03) 25
04) B
05) A
06) B
07) C - C - E - C
08) B
09) 23
10) A
11) E
12) A
13) A
14) C
15) D
16) B
17) C
18) C
19) D
20) D


 

Era Napoleônica

 

01) (PUC – CAMPINAS – SP) Napoleão triunfou politicamente na França, a partir do Diretório, porque:
a) aliou-se à nobreza que havia emigrado e agora desejava reaver suas propriedades;
b) através de vários golpes de Estado restaurou a monarquia dos Bourbons;
c) prometeu ao povo terras férteis, através de suas conquistas;
d) contou com o apoio da burguesia, interessada num governo forte, que consolidasse suas conquistas;
e) nenhuma das anteriores

 

02) (FAC.INTEG. DE UBERABA – MG) Uma das consequências da derrota de Napoleão em Waterloo (1815), consistiu:
a) no reconhecimento da República da França pela Paz de Amiens, celebrada com a Inglaterra;
b) na composição da Rússia, Suécia e Prússia visando a neutralizar a expansão territorial da Inglaterra;
c) na celebração da Paz Tilsit, que permitiu à Russia ocupar o território da Finlândia, como compensação por reconhecer as conquistas francesas;
d) no término do período dos “Cem Dias”, consolidando-se a Restauração Monárquica na França com Luís XVIII;
e) na organização do Bloqueio Continental, decretado em Berlim, visando a neutralizar o poderio econômico dos países ibéricos.

 

03) Assinale a alternativa correta:
a) Pela Paz de Tilsit, assinada em 1807, o czar russo Alexandre I não aderiu ao Bloqueio Continental contra a Inglaterra;
b) A invasão francesa da Rússia, iniciada em 1812, foi coroada de sucesso do ponto de vista militar, econômico e político;
c) Um grande exército composto de ingleses, russos, austríacos e prussianos invadiu Paris, em abril de 1814, mas foi violentamente derrotado pelos exércitos de Napoleão Bonaparte;
d) Após regressar da ilha de Elba, Napoleão governou a França pelo curto período de cem dias, sendo finalmente derrotado por uma coligação de forças internacionais na batalha de Waterloo, em 1815.
e) Nenhuma das anteriores

 

04) (UFSC) “Minha maior glória não consistiu em ter ganho quarenta batalhas; Waterloo apagará a memória de tantas vitórias. O que nada apagará, o que viverá eternamente, é o meu Código Civil.”
Assinale nas alternativas abaixo a que grande personagem da história devemos este pensamento:

a) Napoleão Bonaparte.
b) Cromwell.
c) D. Henrique, o Navegador.
d) Bismark
e) Luís XIV.

05) (UFBA) A pressão napoleônica sobre a Europa resultava, no plano socioeconômico:
a) do rompimento do Bloqueio Continental pelos russos;
b) do crescimento da burguesia francesa e seu interesse no controle de mercados;
c) da rivalidade militar entre França e Inglaterra;
d) do interesse em apossar-se dos portos marítimos do Mediterrâneo;
e) da aliança franco-russa com o objetivo de dominar a Europa.

 

06. (CESCEA – SP) Pelo golpe de 18 Brumário, Napoleão assumiu o posto de:
a) cônsul;
b) presidente da Câmara dos Quinhentos;
c) imperador dos Franceses;
d) general-em-chefe do exército francês;
e) nenhuma das anteriores.

 

07. (UFRGS-RS) Os países europeus ocupados por Napoleão assimilaram alguns princípios da Revolução Francesa de 1789, o que provocou consequências, como, por exemplo:
a) o aumento da influência do patrimônio da Igreja e do poder dos tribunais eclesiasticos;
b) a consolidação das corporações de ofício, oriúndas do Antigo Regime;
c) o empobrecimento da burguesia, que se desgasta materialmente ao apoiar a revolução;
d) o enfraquecimento dos privilégios da nobreza e da autoridade do clero;
e) a indignação dos camponeses, por não terem sido isentos do pagamento de dízimos e direitos feudais.

 

08) (FUVEST-SP) O tratado de Viena, assinado em 1815, tinha por principal objetivo:
a) estabelecer uma paz duradoura na Europa, que impedisse as guerras e revoluções, consolidando o princípio da legitimidade monárquica;
b) ratificar a supremacia da Prússia, no contexto político da Europa ocidental, para garantir o triunfo de uma onda contra-revolucionária;
c) assegurar ao Império Austro-húngaro o controle da Europa continental, assim como da Inglaterra, a fim de impedir a expansão da Rússia;
d) impedir a ascensão da classe média ao poder, que iniciara uma série de revoluções em vários países da Europa ocidental;
e) criar um sistema repressivo capaz de conter as primeiras vagas do movimento socialista na Europa, através da exclusão da influência da França.

 

09) (UFRS) O Congresso de Viena (setembro de 1814 a junho de 1815) visava:
a) restaurar o Antigo Regime abalado pelas idéias liberais e nacionalistas, difundidas pela Revolução Francesa.
b) romper o Bloqueio Continental imposto pela Inglaterra;
c) implantar o Código Civil Napoleônico em toda a Europa;
d) substituir as monarquias absolutistas por governos liberais burgueses;
e) promover a independência da América Espanhola

 

10) (UM-SP) A Inglaterra esteve presente em todas as guerras contra a França napoleônica e, através da diplomacia, procurou obter aliados no continente contra os franceses. Isto porque:
a) temia a propagação dos ideais revolucionários pelo continente europeu;
b) possuindo uma estrutura política semifeudal, não aceitava a ideologia liberal burguesa da Revolução Francesa;
c) a concorrência da França, como potência burguesa emergente, ameaçava a primazia comercial e marítima inglesa;
d) sentia-se ameaçada pela hegemonia francesa nos mercados da América ibérica;
e) o governo inglês não apoiava o intervencionismo reacionário francês nos países europeus.
 

GABARITO:

01) D
02) D
03) D
04) A
05) B
06) A
07) D
08) A
09) A
10) B


 

Revolução Industrial

 

01) (FAFI-BA) Entre o século XVIII e meados do século XIX, na Inglaterra, ocorreram profundas mudanças no sistema de produção, que podem ser caracterizadas:
a) pela adoção do sistema de fábricas com alta tecnologia e financiado pelo capital estrangeiro;
b) pela substituição da produção artesanal doméstica e manufatureira por máquinas e trabalhadores concentrados em fábricas;
c) pela abolição total da divisão de trabalho na fábrica;
d) pela introdução de máquinas à vapor e elétricas no sistema de manufaturas;
e) pela maior interferência do Estado, regulando as questões da jornada e dos salários.

 

02) (PUC-PR) São muitos os efeitos da Revolução Industrial. Assinale a alternativa que indique o que NÃO é:
a) o desenvolvimento do capitalismo como sistema econômico dominante;
b) uma estrutura social, tendo a burguesia e o proletariado como classes sociais básicas;
c) o alargamento dos mercados provocados pelo aumento da produção;
d) a corrida populacional para as áreas rurais, devido às melhorias técnicas;
e) o surgimento de ideologias contestando o sistema como os movimentos operários e o socialismo.

 

03) (VEST-RIO) A Revolução Industrial ocorrida em finais do século XVIII ocasionou um conjunto diverso de transformações na sociedade européia. Dentre as alternativas abaixo, a que melhor caracteriza esse processo de transformação é:
a) a unificação dos estados alemães, aumentando o mercado para sua produção industrial;
b) a implementação tardia da industrialização russa, estimulada pela intervenção do capital francês;
c) o desenvolvimento das colônias norte-americanas de povoamento incrementando o comércio triangular no Atlântico;
d) o pioneirismo da Inglaterra que dispunha de capital, mão-de-obra barata, recursos minerais (ferro e carvão), vasto mercado e mecanização;
e) a condição de dependência da península ibérica com a permanência do modelo mercantil, colocando-a como mercado privilegiado dos produtos manufaturados ingleses.

 

04) (Fatec-SP) Os resultados sociais da Revolução Industrial, nos meados do século XIX, consistiram em:
a) melhoria das condições de trabalho nas fábricas de tecidos, com a redução das jornadas de trabalho;
b) organização do mercado de trabalho, de maneira a assegurar emprego a todos os assalariados;
c) melhoria das condições de habitação e lazer com a organização dos bairros operários;
d) constituição de uma classe de assalariados que tinham na venda de seu trabalho a única fonte de subsistência;
e) aumento da taxa de acumulação e do lucro em consequência da introdução de máquinas na indústria.

 

05) (Puccamp-SP) “... as habitações da classe pobre em geral são muito sujas e aparentemente nunca são limpas, seja de que maneira for; compõe-se, a maior parte das casas, de uma única sala – onde, apesar da ventilação ser das piores, faz sempre frio por causa das janelas partidas ou mal adaptadas – que, muitas vezes, é úmida e fica no subsolo, sempre mal mobiliada e invariavelmente inabitável, a ponto de um monte de palha servir freqüentemente de cama para uma família inteira, cama onde se deitam, numa confusão revoltante, homens e mulheres, velhos e crianças. Só se encontra água nas bombas públicas...” Na evolução histórica do capitalismo, a problemática descrita no texto pode ser associada, principalmente:
a) às condições de vida da classe trabalhadora no período da implantação da Revolução Industrial;
b) à situação dos camponeses nos Estados Unidos na época da ocupação do Centro-Oeste;
c) às contradições do governo czarista que aceleraram o processo da Revolução Russa;
d) ao padrão de vida dos imigrantes ingleses durante a fase inicial da Revolução Americana;
e) às condições de vida dos companheiros e aprendizes na época de maior desenvolvimento das corporações de ofício.

 

06) (UFMG) Todas as alternativas contém fatorem que determinaram o pioneirismo inglês na Revolução Industrial, EXCETO:
a) a expansão dos mercados consumidores tanto em nível interno quanto em nível externo;
b) a expropriação dos trabalhadores rurais dos seus meios de subsistência através dos enclousures;
c) a revolução técnica que possibilitou a mecanização da produção de tecidos de algodão;
d) a vocação comercial inglesa exercitada nas rotas do Mediterrâneo até a queda de Constantinopla;
e) o desenvolvimento dos meios de transporte com o aparecimento das ferrovias.

 

07) (UECE) Pode-se dizer que um dos efeitos mais importantes do cercamento das terras (enclousures), na Inglaterra foi:
a) o crescente apoio popular a Cromwell que, aliado à nobreza agrária, promove a derrubada da burguesia industrial do poder;
b) o fracionamento da grande propriedade e a consequente ascensão dos pequenos proprietários ao poder;
c) o desenvolvimento da agricultura e a decadência da pecuária e do pastoreio nos campos ingleses;
d) o crescente predomínio do campo sobre a cidade, desembocando esse conflito na Guerra das Duas Rosas;
e) a liberação de grande contingente de mão-de-obra que se desloca para as cidades e, posteriormente, para as fábricas.

 

08) (UFMG) “Assim a Inglaterra pedia lucros e recebia lucros. Tudo se transformava em lucros. As cidades tinham sua sujeira lucrativa... Pois a nova cidade não era um lar onde o homem pudesse achar beleza, felicidade, lazer... mas um lugar desolado e deserto, sem cor, ar ou riso; onde o homem, a mulher e a criança trabalhavam, comiam ou dormiam... As novas fábricas e os altos-fornos eram como pirâmides, mostrando mais a escravização do homem que seu poder...” A partir do texto, podemos fazer as seguintes afirmativas sobre os efeitos sociais da Revolução Industrial, EXCETO:
a) deu-se um intenso deslocamento da população rural em direção às cidades, modificando-se a densidade demográfica;
b) a classe operária, destituída dos seus meios de produção, tinha que se submeter ao regime das fábricas e das máquinas;
c) eram péssimas as condições de habitação; a concorrência do trabalho feminino era enorme; eram longas as jornadas de trabalho;
d) as novas condições levaram os antigos artesãos e novos assalariados à revolta, ocorrendo a destruição de máquinas em vários lugares;
e) transformação da estrutura agrária através dos cercamentos, o que permitiu a ampliação do mercado consumidor interno.

 

09) (Cesgranrio-RJ) A Inglaterra é o país pioneiro da Revolução Industrial. Sobre os fatores favoráveis a esse pioneirismo é INCORRETO afirmar que existia na Inglaterra:
a) importante zona de livre comércio, que fortalecia as ações da burguesia;
b) eficiente sistema de créditos financeiros, desde a fundação do Banco da Inglaterra, em 1694;
c) distribuição da terra em pequenas propriedades rurais, que produziam eficientemente para seu autoconsumo;
d) acúmulo de capitais, que levou ao controle capitalista do campo;
e) nenhuma das anteriores.

 

10) (Puccamp-SP) Dentre as conseqüências sociais forjadas pela Revolução Industrial, pode-se mencionar:
a) o desenvolvimento de uma camada social de trabalhadores que, destituídos dos meios de produção, passaram a sobreviver apenas da venda da sua força de trabalho; a melhoria das condições de habitação e sobrevivência para o operariado, proporcionada pelo surto de desenvolvimento econômico;
b) a ascensão social dos artesãos que reuniam seus capitais e suas ferramentas em oficinas ou domicílios rurais dispersos, aumentando os núcleos domésticos de produção;
c) a criação do Banco da Inglaterra, com o objetivo de financiar a monarquia e ser também uma instituição geradora de empregos;
d) o desenvolvimento de indústrias petroquímicas favorecendo a organização do mercado de trabalho, de maneira a assegurar emprego a todos os assalariados.

 

11) (UFSC) “- Eram aprendizes orfãos? – Todos aprendizes órfãos.
- E com que idade eram admitidos? Os que vinham de Londres tinham entre 7 e 11 anos. Os que vinham de Liverpool tinham 8 a 15 anos.
- Até que idade eram aprendizes? – Até os 21 anos.
- Qual o horário de trabalho? De 5 da manhã até 8 da noite.
- Quinze horas diárias eram um horário normal? – Sim.
- Quando as fábricas paravam para reparos ou falta de algodão, tinham as crianças, posteriomente, de trabalhar mais para recuperar o tempo perdido? – Sim.
- Havia cadeiras na fábrica? – Não. Encontrei com freqüência crianças pelo chão, muito depois da hora em que deveriam estar dormindo.
- Havia acidentes nas máquinas com as crianças? – Muito frequentemente.”

(HUBERMAN, Leo. História da Riqueza do Homem)
De acordo com o texto acima, que faz parte do depoimento de um capataz de aprendizes numa fábrica, durante o período da Revolução Industrial, é correto afirmar que:

a) a industrialização trouxe benefícios sociais para toda a população;
b) aos menores de 15 anos era oferecido um horário favorável para o trabalho;
c) os operários e, em especial, as crianças eram amparados por leis trabalhistas;
d) a falta de segurança provocava, muitas vezes, acidentes durante o trabalho;
e) o respeito ao trabalhador era a principal característica da época.

 

12) (UPF-RS) Sobre a Revolução Industrial Inglesa, em meados do século XVIII, considere as seguintes afirmativas:
I. A indústria inglesa passou da fase artesanal diretamente à fase da maquinofatura, devido ao grande afluxo de riquezas das colônias e ao comércio com Portugal, garantido pelo tratado de Methuen, que fez o ouro do Brasil acumular-se em mãos britânicas;
II. O processo de cercamento dos campos auxiliou a Revolução Industrial, por produzir mais matéria-prima para o setor têxtil e liberar mão-de-obra para as nascentes fábricas, em decorrência do êxodo rural;
III. As condições políticas (estabilidade, legislação adequada, etc.) e as condições geográficas (abundância de carvão mineral, reservas de ferro, etc.) propiciaram o advento da industrialização;
IV. Avanços tecnológicos significativos, como a máquina à vapor e o tear mecanizado decorrentes do Iluminismo, foram decisivos na transição para a maquinofatura.

É (São) verdadeira(s) apenas:
a) I, II e III;
b) II, III e IV;
c) I e V;
d) II;
e) III e IV.

 

13) (Unitau-SP) Considere as afirmativas abaixo:

I. “O artesanato é a forma de produção industrial mais simples. Nele não há a divisão de trabalho e a indústria nesta fase é chamada indústria doméstica”
II. “Na manufatura, vários trabalhadores produzem sob a direção de um chefe, cada um executando uma tarefa específica (divisão de trabalho).”
III. “Historicamente, primeiro surgiu o artesanato, depois veio a manufatura, e, em seguida, a maquinofatura (em que o trabalho é executado por máquinas). Em nenhum momento estas três formas de produção coexistiram, ao contrário, uma forma elimina completamente a outra”

Está(ão) correta(s):
a) apenas a afirmativa I;
b) apenas as afirmativas I e II;
c) todas as três afirmativas;
d) apenas as afirmativas II e III;
e) apenas as afirmativas I e III.

 

14) (Esan-SP) Nos primórdios da Revolução Industrial muitos trabalhadores rurais ingleses deixavam o campo e iam viver na cidade porque:
a) distinguiam com bastante clareza as vantagens decorrentes da separação entre capital e trabalho;
b) as máquinas tornavam mais leve o trabalho e assim não precisavam viver da exploração dos filhos;
c) suas terras e aquelas utilizadas comunitariamente foram expropriadas e cercadas;
d) pretendiam incendiar fábricas e quebrar as máquinas utilizadas na produção de tecidos de algodão;
e) o rei violava as imunidades parlamentares e não levava em conta os direitos dos grandes proprietários.

 

15) (UESC-BA) A Revolução Industrial trouxe algumas conseqüências. Dentre os seus principais efeitos, podemos citar:
I. a afirmação do capitalismo como modo de produção dominante;
II. o aparecimento de uma nova classe social: o proletariado;
III. utilização constante de máquinas e a maior divisão técnica do trabalho;
IV. o aumento da população rural pela necessidade de muita mão-de-obra no campo.

Assinale a alternativa correta:
a) Somente as afirmações I e IV são verdadeiras;
b) Somente a afirmação III é verdadeira;
c) Somente a afirmação IV é verdadeira;
d) Somente as afirmações I, II e III são verdadeiras;
e) Nenhuma afirmação é verdadeira.

 

GABARITO:

01) B
02) D
03) D
04) D
05) A
06) D
07) E
08) E
09) C
10) A
11) D
12) A
13) B
14) C
15) D


Movimento Operário e Socialismo

 

01) (PUC – PR) O socialismo científico foi uma síntese, feita por Marx e Engels, com base na economia política inglesa, no socialismo utópico francês e na filosofia idealista alemã, de Hegel. Assim, assinale a opção que contém idéia estranha ao socialismo científico:
a) exploração do proletariado, levada a efeito pelos capitalistas, através da mais-valia
b) a luta de classes entre exploradores e explorados era constante na história, tendo ocorrido na Idade Média entre servos e senhores.
c) após a derrubada do capitalismo deveria ocorrer a ditadura do proletariado, passando-se a seguir ao socialismo.
d) a economia formava a base ou infra-estrutura da sociedade e sobre ela se erguia uma superestrutura política, jurídica, filosófica, moral, etc.
e) o comunismo deveria suceder ao socialismo e importar no fim da exploração do homem pelo homem, e se transformaria no anarquismo, sendo que este importava na supressão de qualquer governo, leis ou coerções, conforme o lema "todo poder é opressor".

 

02) (PUCCamp) Considere o texto.
“O verdadeiramente novo no movimento operário do princípio do século XIX era a consciência de classe. (...) A consciência proletária estava poderosamente conjugada e reforçada pelo que pode ser melhor descrito como consciência jacobina (...)."
(Eric J. Hobsbawm. A Era das Revoluções. Tradução. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977. p. 230-1)

Essa consciência jacobina à qual o autor faz referência era um conjunto de
a) aspirações políticas, econômicas, sociais e culturais estabelecido pelos chefes de Estados europeus no Congresso de Viena.
b) aspirações, experiências, métodos e atitudes morais com que a Revolução Francesa tinha imbuído as camadas populares que pensavam e confiavam em si mesmas.
c) valores éticos e morais, estabelecido pelos pensadores liberais ingleses, que alimentava as bases da Revolução Industrial.
d) valores religiosos, políticos, econômicos e sociais discutido e aprovado pelo Congresso de Viena.
e) princípios morais e políticos baseado nas idéias darwinistas, cujo valor mais importante consistia na defesa da igualdade racial e social dos indivíduos.

 

03) (UFPR) Sobre a sociedade industrial que se instalou na Europa no século XIX é possível afirmar que:
01) As multidões, fenômeno dessa sociedade, são motivos de permanente preocupação, em vista de sua crescente expansão e concentração.
02) As tensões sociais daquele século são marcadas, basicamente, pelos propósitos burgueses de imposição da concepção capitalista de trabalho.
04) Reagindo contra suas condições miseráveis, os trabalhadores ingleses passam a destruir as máquinas (ludismo) e, depois, a se organizar em torno do movimento cartista.
08) Opondo-se também ao liberalismo econômico, os socialistas utópicos (R. Owen e C. Fourrier) e os científicos (K. Marx e F. Engels) combatem a exploração do trabalho assalariado e a crescente concentração de renda.
16) Em 1891, o Papa Leão XIII publica a encíclica Rerum Novarum, na qual traça a doutrina Social da Igreja, que prega a humanização do trabalho.

 

04)  (UFPR)
TEXTO 1

“Os comunistas não se rebaixam a dissimular seus propósitos. Proclamam abertamente que seus objetivos não podem ser alcançados senão pela derrubada violenta de toda a ordem tradicional. Que as classes dirigentes tremam ante a idéia de uma revolução comunista! Os proletários nada têm a perder a não ser suas cadeias. Têm em troca um mundo a ganhar. Proletários de todos os países, uni-vos!” (Karl Marx e Frederico Engels. In: Manifesto comunista.)

TEXTO 2

“De um modo geral, recordem-se o patrão de que explorar a pobreza e a miséria e especular com a indigência são coisas igualmente reprovadas pelas leis divinas e humanas, e que seria um crime de clamar vingança ao céu de fraudar a qualquer no preço de seus labores. “Eis que o salário, que tendes extorquido por fraude aos vossos operados, clama contra vós; e o seu clamor subiu até os ouvidos de Deus dos exércitos.” (Leão XIII In Rerum Novarum).

Com base nos dois textos e nos seus conhecimentos, some as corretas.

01) Marx e Engels defendiam que os operários deveriam tomar o poder através de uma revolução para implantarem a ditadura do proletariado.
02) Para Marx, a história da humanidade não era senão a história da luta de classes. Sendo assim, caberia à classe operária o papel histórico de sepultar o capitalismo implantando o socialismo, que seria uma fase de transição para uma sociedade comunista.
04) China e Cuba são países comunistas, conforme a ideologia marxista, pois eliminaram o Estado e as diferenças sociais.
08) O Papa Leão XIII pregou a necessidade de humanizar o capitalismo através de reformas sociais.
16) Leão XIII repudiou o comunismo e o anarquismo por serem ideologias ateias.
32) O Papa defendeu um Estado forte e centralizado, onde os trabalhadores pudessem viver em falanstérios” igualitários.

 

05) (UFPR) O século XIX é marcado, entre outros aspectos, pelas grandes transformações decorrentes do avanço do processo de Industrialização. Sobre esse processo, é correto afirmar:

01) Além das inovações técnicas observadas desde a segunda metade do século XVIII, a Revolução Industrial gerou intenso processo de reordenamento do “mundo do trabalho”, voltado à implantação da moderna disciplina industrial.
02) Algumas transformações resultantes da industrialização apresentaram, entre vários aspectos, uma face perversa. Além da jornada de trabalho de 14 a 16 horas, os baixos salários e um número crescente de desempregados caracterizaram o período.
04) Relativamente organizados, os trabalhadores ingleses desencadearam um movimento de destruição de máquinas, conhecido como ludismo.
08) A expansão da industrialização na Inglaterra, França, Alemanha, Rússia, Estados Unidos da América e Japão, antes de despertar a atenção dos governos para as implicações decorrentes, resultou violenta corrida pela posse de novos mercados consumidores e/ou fornecedores de matérias-primas na África, Ásia e América Latina.
16) Na conquista de mercados da África e da Ásia, ou na criação de áreas de influência, a preocupação dos imperialistas era o desenvolvimento sócio-cultural das áreas submetidas e o bem-estar de suas populações.

 

06) (UFPR) “Todas as relações fixas, imobilizadas, com sua aura de idéias e opiniões veneráveis, são descartadas; todas as novas relações, recém-formadas, se tornam obsoletas antes que se ossifiquem. Tudo o que é sólido se desmancha no ar, tudo o que é sagrado se torna profano, e os homens são finalmente forçados a enfrentar com sentidos mais sóbrios suas reais condições de vida e a sua relação com outros homens.” (MARX, K. e ENGELS, F. Manifesto Comunista, 1848). O Manifesto Comunista de Marx e Engels pode ser apresentado como uma crítica radical à ordem burguesa. Tanto que, ao final, os autores conclamam os trabalhadores a se unirem para o seu enfrentamento. É correto afirmar que o pensamento de Marx e Engels expressa:

01) A busca, expressa pela idéia de que ‘tudo o que é sagrado se torna profano”, de uma nova religião, reveladora do “homem novo”.
02) Uma visão mais concreta e combativa da sociedade, em oposição a outra, mais idealizada e conformista.
04) A luta de classes entre proprietários e trabalhadores, contradição fundamental do capitalismo, que encaminha a sociedade para a abolição da ordem burguesa e do Estado que a sustenta.
08) Uma concepção científica da história (“materialismo histórico”) que, segundo eles, aparece como a principal forma de apreensão das leis que fundamentam a sociedade e a economia.

 

07) (UFRS) As primeiras décadas do século XIX apresentam o surgimento de doutrinas várias – Owen, Saint-Simon, Fourier etc... que visavam:

a) À completa reformulação da organização social não apenas das reformas de governo.
b) À defesa da família, do direito de herança e da propriedade privada.
c) À manutenção das instituições sociais, fundamento de nossa civilização.
d) À liberdade de contrato de salário entre operários e capitalistas.
e) Apoiar a doutrina dos economistas clássicos sobre a livre iniciativa.

 

08) (U. E. Juiz de Fora-MG)
“Por certo haverá quem se choque,
Que aos apelos da Fome e gemidos da Pobreza
O valor da vida fosse inferior ao de uma meia,
E a destruição de teares levasse à quebra de ossos”

Citado em SALE, Kirkpatrick. Inimigos do Futuro.

O avanço tecnológico pode significar redução do esforço físico, mas no decorrer da história do Capitalismo, por diversas vezes resultou em desemprego. As primeiras manifestações contrárias à tecnologia utilizada nas fábricas, e duramente reprimidas, foram empreendidas por qual dos movimentos abaixo?
a) Socialismo utópico.
b) Anarquismo
c) Taylorismo.
d) Ludismo.


09) (PUC – PR) A Revolução Industrial, surgida na Inglaterra, substituiu a manufatura como forma de produção, pela maquinofatura.
Assinale a opção correta:

I. Aos poucos espalhou-se pelo mundo, sendo que no Oriente a China foi o primeiro país a desenvolvê-la.

II. A Primeira Revolução Industrial, restrita à Inglaterra, foi assinalada no plano tecnológico pelo uso da eletricidade e do motor de combustão interna pelo óleo diesel e gasolina.

III. Provocou no plano social o surgimento do grande proletariado urbano, pela massa de trabalhadores das indústrias.

IV. Provocou no plano político o surgimento do socialismo e suas reivindicações de melhorias sociais.

V. A exploração dos trabalhadores fez com que a Igreja Católica tomasse posição quanto à questão, desenvolvendo, a partir do Papa Leão XIII, a Doutrina Social da Igreja.

Estão corretas:
A) I, II e V.
B) III, IV e V.
C) I, II e III.
D) Apenas II e IV.
E) Apenas I e V.
 

GABARITO:

01) E
02) B
03) 31
04) 27
05) 15
06) 14
07) A
08) D
09) B

36736 LeiturasPublicado em: Questões de Vestibulares
Recomendar por e-mail